Início » Doenças » Diabetes: Sintomas e como saber se você tem

Diabetes: Sintomas e como saber se você tem

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

A diabetes é uma doença silenciosa, e grande parte da população acha que não sofre desse mal, quando na verdade, já tem a doença há algum tempo. Esses casos não são raros e podem ser muito prejudiciais à saúde, uma vez que ao não tratar a doença, quando ela é descoberta o quadro do paciente geralmente é mais grave do que se a doença tivesse sido descoberta mais cedo.

Sendo assim, como saber se você tem diabetes? Quais são os sintomas? Como é possível descobrir a doença mais cedo, evitando maiores problemas?

Fique atento a casos na família

A diabetes pode ser uma doença hereditária, e com casos na família existem mais chances de que as pessoas acabem desenvolvendo a doença. Nesse sentido, investigue as doenças familiares, e veja se não há casos de diabetes tipo 1 ou 2, ou pré-diabetes, pois isso pode colocar você em um grupo de risco.

Caso existam casos na família, é importante manter uma boa alimentação, fazer exercícios e exames regulares para a prevenção da doença, e para saber se você já está no grupo de pré-diabéticos. Caso ainda não esteja, lembre-se que a doença pode e deve ser evitada, e uma vida saudável irá garantir que ela não se manifeste.

Você está acima do peso?

Estar acima do peso e ter muita gordura acumulada na região do abdome aumenta bastante os riscos de desenvolvimento da diabetes. Existe uma estreita relação entre as pessoas acima do peso e o aparecimento da doença, onde os obesos tem grandes chances de desenvolvê-la.

Sendo assim, se você está acima do peso, comece a fazer um acompanhamento médico e procure saber se você tem chances de desenvolver diabetes. A prevenção é o melhor caminho e os exames mostrarão se você já tem a doença ou não.

Como anda sua alimentação?

Como você tem se alimentado? Tem abusado de carboidratos, gorduras, doces, frituras, e refrigerantes? Se sim, você é uma pessoa que tem mais riscos de desenvolver a diabetes. Esteja atento a sua alimentação e tente melhorá-la, procure um médico nutricionista ou endocrinologista que fará todos os exames para saber se você tem pré-diabetes ou diabetes, e em caso positivo, você deverá começar o tratamento, e em caso negativo, ainda assim é bom investir em uma alimentação mais rica e saudável.

Você pratica exercícios físicos?

A prática de exercícios físicos pode ajudar a prevenir a diabetes, e do outro lado da moeda o sedentarismo é uma de suas causas. Pare para analisar sua vida e veja se você tem levado uma vida plena e saudável. Se a resposta for negativa, comece a se preocupar mais com a sua saúde e não deixe de fazer exames regularmente para garantir que uma doença silenciosa como a diabetes te surpreenda no futuro.

Você mulher, teve diabetes gestacional?

A diabetes gestacional normalmente só dura o período da gravidez, mas após seu surgimento no organismo da mulher, ela deverá tomar cuidados constantes para não desenvolver a doença. Sendo assim, é recomendado um acompanhamento para descobrir se a doença se manifestou ou não, e melhor alimentação e prática de exercícios físicos para evita-la caso ela ainda não tenha se manifestado.

Avaliando os sintomas da diabetes tipo 2

Ainda que você não possua os fatores de risco citados acima, você pode desenvolver a diabetes tipo 2. Sendo assim, é importante conhecer os sintomas, e ficar atento a sua saúde, consultando um médico para check-ups pelo menos uma vez ao ano.

Os sintomas da diabetes tipo 2 são silenciosos e vão aparecendo gradativamente, entre eles, temos:

  • Sensação de fome maior que o habitual.
  • Infecções frequentes ou recorrentes na bexiga, pele ou boca.
  • Tremores ou fome no meio da manhã ou da tarde.
  • Aumento da necessidade de urinar.
  • Visão embaçada ou alterações visuais.
  • Formigamento ou dormência nas mãos ou nos pés.
  • Perda de peso sem motivo aparente.
  • Cortes e arranhões que demoram mais para cicatrizar.
  • Aumento da sede por causa do nível elevado de açúcar no sangue.
  • Fadiga e sonolência, mesmo tendo uma qualidade de sono adequada.
  • Pele seca, coceira ou caroços e bolhas incomuns.

Avaliando os sintomas da diabetes tipo 1

Diferente da diabetes tipo 2, a diabetes tipo 1 apresenta sintomas repentinos, e apesar da maioria dos casos ser descoberto durante a infância ou a adolescência, a doença pode surgir também na fase adulta.

Entre os sintomas, temos:

  • Fome extrema.
  • Sede excessiva.
  • Visão borrada.
  • Xixi na cama anormal no caso de crianças.
  • Perda de peso inexplicável.
  • Infecção por candidíase em mulheres.
  • Fadiga e fraqueza.
  • Aumento da urina.
  • Irritabilidade.

Ao detectar algum desses sintomas, é importante que a pessoa procure um médico para investigar melhor sua saúde, mesmo que ela não tenha nenhum dos fatores de risco citados inicialmente. Para aqueles que possuem os fatores de risco, a procura do médico deve ser rápida para a investigação da diabetes.

Exames para detectar a Diabetes

Sendo assim, é importante fazer os exames para a diabetes uma vez que a doença é silenciosa em grande parte dos casos.

Sintomas diabetes

Se o paciente sentiu algum sintoma, o médico provavelmente pedirá um ou mais exames citados abaixo, e ainda que a pessoa não sinta nenhum sintoma e leve uma vida saudável, fazer um check-up ao menos uma vez ao ano para verificar a saúde é essencial, ainda mais em casos de aparecimento de doenças como a diabetes, que podem se manifestar em qualquer pessoa.

Os exames que podem detectar a diabetes são:

Curva glicêmica

Exame que mede a velocidade com que o corpo do paciente consegue absorver a glicose após a sua ingestão. Ele é feito de maneira que o paciente ingere 75g de glicose, e após duas horas são medidas as quantidades da substância no sangue.

Valores de referência para a normalidade:

  • Em jejum: abaixo de 100mg/dl
  • Após 2 horas: 140mg/dl

Se a curva glicêmica for maior do que 200 mg/dl após duas horas da ingestão de 75g de glicose é detectado o diabetes.

Glicemia de jejum

Exame que mede o nível de açúcar no sangue do paciente naquele momento, podendo ser utilizado para monitorar o tratamento de diabetes. Os valores de referência se encontram entre 65 e 99 miligramas de glicose por decilitro de sangue (mg/dL).

Sendo assim, os valores acima de 100 devem ser melhores investigados com um exame de curva glicêmica. Valores acima de 126 já são detectados como diabetes.

Hemoglobina glicada

A hemoglobina glicada é na verdade uma parte da hemoglobina, onde essa parte se liga a glicose. Nesse sentido, se as taxas de glicose estão altas, existirá um aumento nos níveis de hemoglobina glicada.

Sendo assim, esse exame mostra uma média das concentrações de hemoglobina durante os últimos meses no organismo do paciente, e a partir desses resultados pode ser iniciada uma investigação em relação a ocorrência da diabetes.

Quanto aos valores, um paciente próximo do limite de 5,7% de concentração de hemoglobina glicada já pode começar a investigar a ocorrência da diabetes.

Caso esteja com diabetes, comece o tratamento

Caso você faça os exames e o resultado para a diabetes seja positivo, não se desespere e procure se informar sobre os tratamentos para manter a doença controlada. Não se esqueça que é possível viver uma vida plena e saudável ainda que com a diabetes.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Fazer comentário

Clique aqui para deixar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Ela conseguiu perder 32kg!

Esposa Emagrece 32 kilos e Surpreende Marido que Estava Há 2 Anos no Haiti
Clique aqui!
Leia essa emocionante história!
Click Me