Início » Doenças » O que é o Diabetes tipo 1? Veja suas causas e tratamentos

O que é o Diabetes tipo 1? Veja suas causas e tratamentos

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

O diabetes tipo 1 é uma doença relacionada ao pâncreas, que causa um aumento da quantidade de glicose no sangue. Doença que traz muita preocupação a quem sofre com ela, e em relação a aqueles que possuem casos na família, o diabetes tipo 1 funciona da seguinte maneira:

A doença ocorre quando a produção de insulina no pâncreas é insuficiente, uma vez que uma falha no organismo faz com que as células sofram uma destruição autoimune. Isso acontece porque o sistema imunológico ataca as células que produzem a insulina, onde o sistema imunológico não as reconhece como células comuns ao organismo da pessoa. Dessa maneira, o pâncreas não consegue mais produzir a insulina, que causa o aumento de glicose no sangue, levando a diabetes.

O diabetes tipo 1 é o tipo menos comum da doença, que ocorre em cerca de 5 a 10% dos pacientes com diabetes. A doença costuma ser diagnosticada mais frequentemente em crianças, adolescentes e jovens adultos, apesar de poder aparecer em qualquer fase da vida.

Causas

As causas da diabetes tipo 1 podem estar relacionadas a herança genética, e a fatores como infecções virais. Nesse sentido, a diabetes tipo 1 é causada pela falha do sistema imunológico em não reconhecer as células beta do pâncreas, e portanto, destruí-las, impedindo que o pâncreas produza a insulina, e aumentando o nível de glicose no sangue.

Sintomas da Diabetes tipo 1

diabetes-tipo1Os sintomas da diabetes tipo 1 aparecem muito rapidamente em uma pessoa, diferente do que acontece na diabetes tipo 2, onde os sintomas são gradativos. Nesse sentido, o aumento de frequência da urina, a sede excessiva, e o emagrecimento são os sintomas mais comuns e notados mais rapidamente. Outros sintomas ainda podem ser a fome frequente, a fadiga, náuseas e vômitos, variações de humor, nervosismo e fraqueza.

Diagnóstico da Diabetes tipo 1

A diabetes tipo 1 pode ser diagnosticada através de três exames, a curva glicêmica, a glicemia de jejum, e a hemoglobina glicada.

Curva glicêmica: Exame que mede a velocidade com que o corpo do paciente consegue absorver a glicose após a sua ingestão. Ele é feito de maneira que o paciente ingere 75g de glicose, e após duas horas são medidas as quantidades da substância no sangue.

Valores de referência:

  • Em jejum: abaixo de 100mg/dl
  • Após 2 horas: 140mg/dl

Se a curva glicêmica for maior do que 200 mg/dl após duas horas da ingestão de 75g de glicose é detectado o diabetes tipo 1.

Glicemia de jejum

Exame que mede o nível de açúcar no sangue do paciente naquele momento, podendo ser utilizado para monitorar o tratamento de diabetes. Os valores de referência se encontram entre 65 e 99 miligramas de glicose por decilitro de sangue (mg/dL).

Sendo assim, os valores acima de 100 devem ser melhores investigados com um exame de curva glicêmica. Valores acima de 126 já são detectados como diabetes tipo 1.

Hemoglobina glicada

A hemoglobina glicada é na verdade uma parte da hemoglobina, onde essa parte se liga a glicose. Nesse sentido, se as taxas de glicose estão altas, existirá um aumento nos níveis de hemoglobina glicada.

Sendo assim, esse exame mostra uma média das concentrações de hemoglobina durante os últimos meses no organismo do paciente, e a partir desses resultados pode ser iniciada uma investigação em relação a ocorrência da diabetes tipo 1.

Quanto aos valores, um paciente próximo do limite de 5,7% de concentração de hemoglobina glicada já pode começar a investigar a ocorrência da diabetes tipo 1.

Tratamento da Diabetes tipo 1

tratamento-diabetes-tipo1

O tratamento da diabetes está muito ligado a uma melhor alimentação, exercícios e uma vida saudável. Além disso, é muito importante aos pacientes da diabetes tipo 1 estarem sempre controlando a glicemia, evitando complicações em relação a doença. Nesse sentido, os principais cuidados são:

Verificar a glicemia: Pacientes com diabetes tipo 1 precisam de injeções de insulina diárias para manter seu organismo em equilíbrio em relação a glicose. Sendo assim, é essencial que o paciente faça autoexames para verificar sua glicemia em casa, onde aparelhos que fazem essa medição estão facilmente disponíveis para compra.

É importante lembrar que esse processo será determinado por um médico que colocará cronogramas de verificação da glicemia, e metas referentes as taxas de glicose de cada paciente. Essa verificação é importante para controlar a alimentação e para evitar possíveis complicações.

Fazer exercícios físicos

Fazer atividades físicas é muito importante no tratamento da diabetes tipo 1, uma vez que elas ajudam a controlar os níveis de glicose no sangue, e ajudam a evitar o ganho de peso que pode piorar a doença.

Porém, antes de começar a praticar exercícios regularmente, é importante que o paciente fale com seu médico para saber se não existem restrições, como ocorrem nos casos de hipoglicemia, onde o exercício físico pode piorar a situação do paciente ao invés de trazer benefícios.

Também é importante perceber que exercícios físicos leves são os mais recomendados para os casos de diabetes tipo 1.

Bons hábitos alimentares e dieta controlada

Uma dieta controlada é um dos principais tratamentos para a diabetes, e nesse sentido, é importante principalmente evitar açúcares e carboidratos que possuem um alto índice glicêmico, aumentando as taxas de glicose no sangue.

A dieta em si e o que o paciente poderá ou não comer será determinado pelo médico, uma vez que existem diferentes casos de diabetes, e portanto, diferentes dietas e restrições.

A diabetes tipo 1 tem cura?

Não. A diabetes tipo 1 dura a vida toda e ainda não foi encontrada uma cura para a doença, porém, como já colocado, a doença pode variar bastante dependendo do organismo de cada pessoa, e é possível que ela seja controlada.

Nesse sentido, esse controle dos níveis de glicose no sangue evitarão maiores problemas em relação a doença, ainda que complicações comuns a doença possam acontecer.

Como Prevenir a Diabetes tipo 1?

Infelizmente não existe cura e também não existe prevenção para a diabetes tipo 1, e ainda não existem exames que conseguem detectar a doença antes do aparecimento dos sintomas.

Sendo assim, fica claro que a diabetes tipo 1 é uma doença causada principalmente pela herança genética e por infecções que podem fazer com que a doença apareça. Ainda que ela atinja uma pequena parte da população, ela é motivo de preocupação pela grande quantidade de cuidados relacionados a ela.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

1 Comentário

Clique aqui para deixar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

  • Diabetes tipo 1 mau funcionamento do pâncreas ou NÃO ter pâncreas, que é o meu caso. Tenho 61 anos e foi-me tirado há 3 anos