Início » Alimentos Funcionais » Tudo sobre Óleo de Coco: Veja seus benefícios e como consumir

Tudo sobre Óleo de Coco: Veja seus benefícios e como consumir

Compartilhe!
  • 31
  •  
  •  
  •  
    31
    Shares

Extraído da fruta do coco, o óleo de coco é considerado um superalimento, bastante funcional e pode ser encontrado em duas versões, refinado e extravirgem. O óleo de coco refinado é feito a partir do coco seco e o extravirgem é feito com coco fresco, vindo preferencialmente de uma colheita orgânica, e extraído até no máximo 48 horas após a colheita.

Encontrado em estado líquido quando na temperatura ambiente, o óleo de coco fica sólido e branco apenas quando submetido a baixas temperaturas, mantendo suas características e não se tornando rançoso mesmo quando armazenado há algum tempo, caracterizando um longo tempo de vida do alimento.

O óleo de coco é composto essencialmente por gorduras saturadas, que representam cerca de 87% da quantidade desse macronutriente, sendo assim, é normal haver confusão em relação a afirmação de que o óleo de coco pode ajudar a emagrecer. Isso acontece porque essa alta quantidade de gorduras saturadas são em sua grande maioria triglicerídeos de cadeia média, ou seja, essas gorduras são mais bem absorvidas pelo corpo, normalmente pelo fígado, onde são transformadas em energia e não em gordura corporal.

oleo-de-coco

Ainda assim, o alto teor de gordura saturada do óleo de coco o torna contraindicado por alguns profissionais de saúde, que em contrapartida dizem que o óleo de coco quando consumido em grande quantidade pode aumentar a quantidade do colesterol ruim, o LDL.

Para colocarmos em quantidades diárias, a quantidade de gorduras saturadas indicada para uma dieta de duas mil calorias é de 22g, e só uma porção de 15g de óleo de coco é capaz de fornecer 12,97g do nutriente, sendo assim, o consumo do óleo de coco equivaleria a quase 60% do valor do consumo diário recomendado, caracterizando-se um valor muito alto.

O óleo de coco, além dos 60% de gorduras saturadas, ainda possui por porção, 27% de gorduras totais, 0,15% de vitamina K, 0,1% de vitamina E, e 0,07% de ferro.

Entretanto, o argumento vencedor em relação ao óleo de coco é de que seu alto teor de gorduras saturadas é na verdade de um tipo diferenciado, como já pontuado, onde agem os triglicerídeos de cadeia média, fazendo com que a gordura seja transformada em energia, ajudando principalmente na perda de peso.

Esses triglicerídeos de cadeia média são os grandes responsáveis pela maior parte dos benefícios do óleo de coco.

Principais Benefícios do Óleo de coco

Emagrecimento

A grande surpresa em relação ao óleo de coco foi que ele mostrou ser possível emagrecer consumindo um alimento rico de gorduras saturadas. Ainda que essas gorduras saturadas sejam diferenciadas, e caracterizadas como triglicerídeos de cadeia média, ela tem se mostrado muito potente, onde um estudo recente mostrou que pessoas que consomem o óleo de coco passam a contar com uma maior oxidação de gorduras, fazendo com que as partículas de gordura sejam quebradas no tecido adiposo, e a partir daí transformadas e utilizadas como energia, fazendo com que a gordura não fique acumulada no organismo, e evitando os famosos pneuzinhos. Os mecanismos por trás dessa transformação ainda não foram descobertos, mas contanto que essa transformação exista e que o óleo de coco esteja ai para ajudar sem a presença de efeitos colaterais, não há problema.

Uma pesquisa feita nacionalmente no Rio de Janeiro, pela UFRJ, ainda sugere que o óleo de coco ajude a acelerar o metabolismo do nosso organismo. Isso aconteceria porque o ácido láurico, um dos triglicerídeos de cadeia média, ajuda as células a trabalhar de forma mais rápida, consumindo calorias mais rapidamente, evitando o acúmulo de gordura localizada e favorecendo a perda de peso. Essa pesquisa também revelou que o óleo de coco seria capaz de aumentar o volume de massa magra, ou seja, os músculos, ajudando ainda mais a gastar a energia do organismo, diminuindo a gordura e ajudando no emagrecimento.

oleo-de-coco-emagrece

Goji berry também é uma ótima forma de como emagrecer de vez. Fizemos um artigo completo sobre ele, leia aqui.

Saciedade

Além de ajudar no emagrecimento, um dos benefícios mais importantes do óleo de coco é que ele ajuda a manter a saciedade, e essa sensação pode ajudar muito quem está tentando emagrecer, uma vez que controlar a fome é um dos principais problemas para quem está de dieta. A universidade de Columbia nos EUA foi uma das que verificou que os triglicerídeos de cadeia média ativam hormônios como a colecistoquinina, e os peptídeos inibitório intestinal e YY. Esses hormônios estão todos ligados a sensação de saciedade, e ao consumir óleo de coco pela manhã, no resto do dia a sensação de saciedade pode ser muito maior, fazendo com que a quantidade de comida nas refeições seja bem menor.

O óleo de coco é muito bem-vindo em dietas, mas o consumo de gorduras do cardápio deve ser modificado, uma vez que o óleo de coco já fornece as gorduras necessárias para o dia. Nesse sentido, o consumo de carne vermelha e fritura deverá ser muito diminuído, colocando toda a prioridade em legumes, grãos e peixes.

Evita a prisão de ventre

Mais um benefício que pode ajudar no emagrecimento, o óleo de coco por contar bastante gorduras saturadas, se mistura ao bolo alimentar e as fezes facilitando a passagem pelo sistema digestivo. O ácido láurico também atua aqui, através da eliminação de bactérias prejudiciais do intestino, ajudando a flora intestinal e melhorando o funcionamento do órgão. O consumo em excesso de óleo de coco, entretanto, pode fazer com que a pessoa tenha diarreias, então esteja atento e siga as quantidades diárias estabelecidas para o consumo desse alimento.

Controle do colesterol

Esse ponto é um pouco controverso, uma vez que alguns estudos mostram que o óleo de coco é altamente eficiente no aumento do colesterol bom, o HDL, enquanto outros sugerem que na verdade, o ácido láurico tem um grande potencial em aumentar o colesterol bom, mas enquanto também aumenta o colesterol ruim, o LDL.

Dessa maneira, ainda que as gorduras saturadas do óleo de coco possam trazer benefícios, também são observadas as possibilidades de que essa grande quantidade de gorduras saturadas possam fazer algum mal ao organismo.

Nesse sentido, a utilização do óleo de coco por pessoas que já possuam colesterol alto é contraindicada, o que acontece também em relação a pessoas que possuam outras síndromes em seu metabolismo, e por pessoas que estejam fazendo o uso de medicamentos anticoagulantes. Já foram solicitados inclusive, estudos adicionais para estudar melhor os possíveis malefícios do óleo de coco quanto a esse ponto.

Melhora a imunidade

O ácido láurico, além de ajudar com o metabolismo, ainda faz companhia ao ácido cáprico, dois triglicerídeos do óleo de coco que podem ajudar a modular o sistema imunológico. Esses dois ácidos se tornam muito eficientes no combate a vírus, bactérias e fungos, ainda que os estudiosos ainda não saibam exatamente como esse combate funciona. Uma das formas de contribuição desses ácidos para o sistema imunológico ocorre quando ele melhora o trabalho do intestino eliminando bactérias ruins, por exemplo.

Melhora a pele

Outros estudos ainda mostram que o óleo de coco é capaz de melhorar a elasticidade da pele, utilizando ainda seus antioxidantes a combater os temidos radicais livres que causam além de doenças, o envelhecimento precoce. Além de utilizado em receitas, o óleo de coco ainda pode ser usado diretamente para a hidratação do cabelo, sendo adicionado a cremes condicionadores.

Riscos do consumo excessivo do óleo de coco

Ingerir mais do que a quantidade recomendada do óleo de coco será mais prejudicial a você e os benefícios não serão conhecidos, uma vez que haverá mais energia em seu organismo do que o que você gasta, resultando no sobrepeso, ou seja, se a quantidade de gorduras saturadas presentes no seu organismo forem muito grandes por causa do uso excessivo do óleo de coco, na verdade você irá engordar e não emagrecer.

Outro fator perigoso em relação ao consumo excessivo do óleo é que ele pode trazer maiores riscos ao coração, uma vez que o colesterol aumentará substancialmente, além dos problemas em relação a digestão, onde pode haver episódios de diarreia.

Onde utilizar o óleo de coco

O óleo de coco pode ser usado principalmente em refeições frias como em saladas e sucos. Na hora de incluir o óleo em pratos quentes, utilize apenas na finalização e não leve o óleo ao fogo para que ele não perca suas propriedades antioxidantes.

onde-utilizar-oleo-de-coco

Em pratos quentes, utilize o óleo de coco para melhorar o sabor e aroma em arroz e peixes. O extravirgem pode ser adicionado a saladas no lugar do azeite. Fique de olho também em receitas que permitem a utilização do óleo de coco na preparação de bolos e tortas.

Voltando aos alimentos frios, invista em adicionar o óleo de coco a sucos, iogurtes e vitaminas, deixando suas bebidas com um leve gosto de coco, muito saborosas e saudáveis.

Não frite alimentos no óleo de coco, uma vez que eles ficarão com o gosto do coco, e essa mistura não é muito saudável uma vez que misturar fritura ao uso do óleo de coco pode extrapolar o seu nível de gorduras consumidas em um dia.

As receitas com óleo de coco podem ser facilmente encontradas, e é possível adicionar o óleo facilmente a sua dieta ou a sua alimentação diária, mas fique de olho na quantidade de gorduras que você está consumindo uma vez que o óleo de coco já possui uma grande quantidade de gorduras saturadas. Planeje o seu cardápio e aproveite os muitos benefícios que o óleo de coco pode oferecer.


Compartilhe!
  • 31
  •  
  •  
  •  
    31
    Shares

Fazer comentário

Clique aqui para deixar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *